sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

O que aconteceu ao chocolate?

Nem me tinha pronunciado sobre este assunto há mais tempo na esperança que nesta última festividade natalícia (dia de Reis) a situação tomasse outro rumo, mas pelos vistos não há volta a dar...



O problema é o seguinte: Já não há chocolate que saiba a chocolate ou que contenha mesmo chocolate.
Isto é uma catástrofe mundial e as pessoas lá em casa sabem que o que eu estou a dizer é verdade!
Aguardei auspiciosamente toda a época natalícia para que alguma alma caridosa presenteasse (pois adquirir sai caro) a minha pessoa com um simples chocolate que soubesse a chocolate e, pelo contrário, apenas me deparei com: chocolates que afinal era pastilhas de mentol, chocolates que eram torrões de açúcar, entre outros.
Gostava de me ter formado em psicologia gastronómica para perceber o motivo desta falsidade do chocolate em relação ao ser humano. «Ah vou saborear este delicioso chocolate Milka, que saboroso este choco... toma lá com morangos!», ou «Hmm, este after-eight tem mesmo aspecto de ser um bom chocol... pega lá uma happydent de mentol.»
É raríssimo nos dias que correm encontramos um chocolate como deve de ser, pois os ferrero rochers estão caros e o pessoal oferece pouco.



E é este o mundo em que vivemos meus amigos, um mundo possuído pela falsidade onde até a comida já nos atraiçoa.
Já nem vale a pena falar nas batatas que sabem a cebola e afins... não sei onde isto vai parar.

Sem comentários:

Enviar um comentário