quarta-feira, 13 de março de 2013

“Habemus Papam!”


Já foi eleito o novo chefe da igreja católica, o 266º Papa. Trata-se do argentino Jorge Mario Bergoglio que escolheu o nome Francisco I para a sua função papal. O sul-americano está já desde início a demonstrar bastante sucesso junto da população.
O carinhosamente apelidado de “Papa Chico” tem já o apoio da Greenpeace e da Pastelaria Italiana: pois por um lado acabou-se já a fumarada na Capela Sistina e porque este novo Papa é um jesuíta. Jorge Mario Bergoglio, também já confessou ser amante do futebol, visto isto, do lado da Madeira, Kátia Aveiro, irmã de Ronaldo e gestora das lojas CR7, já veio comunicar a descida no merchandising relativo aos famosos terços de Cristiano. Se até agora o duelo com Messi já não era muito favorável ao português, agora com um papa argentino o futebolista português já nem à ajuda divina pode recorrer.

Duas grandes concentrações de pessoas se tinham verificado nos últimos dias, uma de público maioritariamente jovem nas redondezas do pavilhão atlântico esperando pelo concerto do Justin Bieber e outra de inúmeros fieis junto da basílica de S. Pedro, no Vaticano, esperando que saísse fumo de uma chaminé. Respeitando as duas partes, pergunto-me qual terá sido a espera mais inteligente… Uma coisa é certa, pelo menos em Itália não se viu ninguém a gritar e a mostrar seis tatuagens da sagrada família ou coisa do género. Do lado dos católicos muitos esperavam ansiosamente que o novo Papa, à semelhança de outros artistas, chamasse algum fã à varanda para rezar com ele uma oração ou assim… infelizmente, tal não aconteceu.
O que se pode concluir é que já há papa, por isso convém irmos para a mesa antes que ela arrefeça.

Aqui já fica um vídeo de um momento caricato protagonizado pelo novo Papa:


É preciso ter cuidado com o sangue de Cristo sua santidade (um exemplo de que nem sempre é bom começar com o pé direito, como se pode ver)

Sem comentários:

Enviar um comentário