sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

"Eu num sei a volta que deu aqui"


Costumam dizer que o mundo dá muitas voltas e hoje em dia às vezes dou por mim a pensar e reparo em situações que me fazem constatar que o mundo está ao contrário do que era antigamente… abrangendo situações a longo e a curto prazo de mudança. Vejamos alguns exemplos:
  •          Em tempos as mulheres nem direito ao voto tinham, hoje em dia uma mulher é que politicamente manda em todos nós (um cumprimento especial desde já para a Sra. Merkel);
  •          Antigamente contam as lendas que havia um senhor que roubava aos ricos para dar aos pobres. Hoje em dia há alguns que roubam aos pobres para dar aos ricos;
  •          Dantes os pacotes de batatas fritas continham algum ar dentro. Já hoje os pacotes de ar vêm com “meia dúzia” de batatas no interior;
  •          Ao início as nádegas estavam no interior das cuecas. Após algumas metamorfoses passaram a ser as cuecas a estar no interior das nádegas;

Isto faz-me pensar numa hipótese, será que aquilo dos “Maias” sobre o fim do mundo no passado dia 21 de Dezembro não terá sido verdade sem nós nos apercebermos? Poderá ter sido apenas o fim do mundo como nós o conhecemos e termos passado a viver num universo paralelo onde acontecem situações opostas ao mundo antigo como nomeadamente cuecas estarem no interior das nádegas. 
É porque se não foi isto que sucedeu, eu já estou como a outra: “eu num sei a volta que deu aqui”.



Sem comentários:

Enviar um comentário